Sintest/RN divulga nota sobre as eleições 2018

/, Notícias/Sintest/RN divulga nota sobre as eleições 2018

Sintest/RN divulga nota sobre as eleições 2018

*NOTA DO SINTEST RN SOBRE AS ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS BRASILEIRAS*

 

A diretoria do Sintest/RN, entidade sindical representativa dos técnico-administrativos da UFRN e da UFERSA, vem a público expressar a sua posição a respeito destas eleições presidenciais.

Estamos diante de um cenário em que uma das chapas presidenciais defende abertamente que mulheres, negros e negras, indígenas e pessoas LGBT são inferiores e devem ter menos direitos do que outras parcelas da sociedade. Essa chapa presidencial aplaude torturadores, exalta a ditadura militar e engana o povo ao dizer que liberar o uso de armas e a truculência resolverão problemas estruturais da sociedade brasileira. Essa chapa também defende em seu programa cadastrado no TSE a privatização sistemática do serviço público. Afirmam ainda nesse mesmo programa que já se destina muito recurso para a educação e a saúde pública, ou seja, defendem a redução ou congelamento dos nossos recursos e afirmam que podemos fazer muito mais com o que já temos, que sabemos ser insuficiente para as demandas crescentes do Brasil. Para piorar, em eventos e entrevistas, essa candidatura presidencial já prometeu reavaliar a vigoração de direitos consolidados como férias e 13° salário, para eles “privilégios” das trabalhadoras e trabalhadores do país que oneram os empresários e o Estado.

O Sintest/RN tem como marca de sua história a luta contra a retirada de direitos, pela defesa do serviço público gratuito e de qualidade, pela dignidade e diversidade humana e pela democracia, tendo participado de centenas de greves, paralisações nacionais, caravanas e atos com essas bandeiras. Dessa forma, coerente com a história de nosso sindicato, a diretoria do Sintest/RN externa que o projeto dessa chapa presidencial que prega o ódio, ameaça a democracia e compromete-se com o desmantelamento dos serviços públicos não pode ser uma alternativa para a classe trabalhadora. Por isso, nessas eleições, #EleNão!

 

Comente pelo Facebook
2018-10-06T11:29:43+00:00outubro 6th, 2018|Destaques, Notícias|