SINTEST, CPFJ e SUTIC se reúnem com reitoria para discutir os próximos passos do turno contínuo na Ufersa

/, Ufersa/SINTEST, CPFJ e SUTIC se reúnem com reitoria para discutir os próximos passos do turno contínuo na Ufersa

SINTEST, CPFJ e SUTIC se reúnem com reitoria para discutir os próximos passos do turno contínuo na Ufersa

IMG_20180201_104404236

Um ofício será enviado pela reitoria para que a CPFJ reanalise os processos dos turnos contínuos

Reunidos na manhã de hoje (01), SINTEST, CPFJ e SUTIC puderam dialogar com o reitor, professor José de Arimatea de Matos, sobre a situação em específico da revogação do turno contínuo da Tecnologia da Informação e Comunicação (SUTIC), e quais as perspectivas para a consolidação do turno contínuo em outros setores da universidade. O Vice-Reitor: Prof. José Domingues Fontenele Net, a pró-Reitora de Gestão de Pessoas, Keliane de Oliveira Cavalcante, bem como o assessor Thiago Henrique Gomes Duarte Marques, estiveram presentes na reunião.

O Coordenador geral do SINTEST, Allyson Bezerra, questionou o reitor sobre como a universidade enxerga a importância do turno contínuo para a comunidade acadêmica, bem como, diante da revogação da Controladoria-Geral da União (CGU) em suspender as 30h da SUTIC, qual expectativa para a implementação em outros setores, uma vez que é compromisso do sindicato lutar pelo turno contínuo na universidade.

No caso em específico da SUTIC, os técnico-administrativos do setor elaboraram um documento que descreve detalhadamente os serviços prestados por eles e que será apresentado à Procuradoria Federal no próximo dia 19, data marcada pelo reitor para reunião com o procurador.

Sobre os próximos passos do turno contínuo na Universidade, Fellipe Rodrigues, coordenador financeiro do SINTEST, solicitou que a reitoria indicasse quais setores devem ser priorizados pela Comissão Permanente de Flexibilização de Jornada (CPFJ), uma vez que o interesse em implementar o turno contínuo deve partir também da gestão. Diante disso, será enviado pela reitoria, um oficio solicitando que a CPFJ faça uma reanálise dos processos dos turnos contínuos existentes.

A coordenação do SINTEST ressalta que a luta pela consolidação do turno contínuo na universidade é compromisso da gestão e que todos os esforços não serão medidos. Diante do cenário político em que estamos vivenciando, é de suma importância que a categoria se una neste momento para que possamos garantir nossos direitos e que possamos prestar um serviço público de qualidade à comunidade ufersiana.

Comente pelo Facebook
2018-04-10T22:29:10+00:00 fevereiro 1st, 2018|Notícias, Ufersa|