A partir da última quarta-feira, 18, o Hospital Universitário Onofre Lopes (Huol) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), adotou medidas especiais em razão da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) para proteger os pacientes, familiares, acompanhantes, profissionais de saúde e a sociedade em geral. As medidas serão constantemente discutidas e reavaliadas com base na evolução da crise e necessidades de momento.

A suspensão de consultas, exames e procedimentos eletivos por tempo indeterminado passa a valer nesta segunda-feira (23). Seguirão funcionando os serviços da cirurgia cardíaca; hemodinâmica de urgência; neurologia/ neurocirurgia para casos graves; cirurgias arteriais; oncologia; transplante e oftalmologia para casos graves.

Resolução-SEI nº 3, de 20 de março de 2020, dispõe sobre as orientações do corpo técnico administrativo para a concessão dos afastamentos, no âmbito do Huol. Acesse AQUI a íntegra do documento.

Comunicado das Coordenações de Residências Multiprofissionais em Saúde do Huol dispõe sobre as atividades da residência multiprofissional em Saúde. Confira o documento AQUI.

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), também em nota desta quarta-feira, informa que o Tratamento Fora Domicílio (TFD) suspendeu temporariamente o atendimento ambulatorial aos pacientes que não se enquadrem em caso de urgência, em função da pandemia do Covid-19 e das medidas de contingência. A maior parte das demandas do TFD se refere a tratamentos eletivos. Em caso de dúvidas, o usuário pode entrar em contato com o TFD através do e-mail [email protected] ou do telefone (84) 98127-3075.

Comunicado das Gerências de Ensino e Pesquisa dos hospitais universitários da UFRN suspende atividades de estágio curricular obrigatório e extracurricular, prática supervisionada, visitas técnicas, atividades de extensão e pesquisas da graduação e pós-graduação. Saiba mais AQUI.

Resolução-SEI nº 2, de 17 de março de 2020, estabelece medidas a serem seguidas dentro do Huol, visando a segurança dos recursos humanos, docentes e técnicos, além do corpo discente e terceirizados, bem como garantir a assistência adequada e segura aos usuários dos serviços assistenciais do hospital. Acesse AQUI a íntegra do documento.

Comente pelo Facebook